Como tratar a enxaqueca e seus sintomas

   

Tratar a enxaqueca

Somente quem sofre de enxaqueca e dores de cabeça, também conhecida como cefaléia, sabe o quanto isto pode afetar sua qualidade de vida. Se você sofre dessas dores incômodas e seguidamente precisa fazer uso de analgésicos, deve saber que existem algumas classificações para a enxaqueca, dependendo do motivo causador das dores. Então fique atento a este post que apresentaremos os tipos de enxaqueca e seus respectivos sintomas e quais os tratamentos mais eficazes.

dor de cabeçaSegundos os médicos, as dores de cabeça dividem-se em dois grupos: as primárias e as secundárias. As primárias são aquelas que representam o próprio problema e devem ser tratadas isoladamente, como por exemplo a dor de cabeça tensional. Já as secundárias são aquelas que representam apenas um sintoma da doença que o indivíduo apresenta, como por exemplo sinusites, meningites, infecções variadas e dezenas de outras enfermidades possíveis. Infelizmente em alguns casos o médico não consegue distinguir a origem da enxaqueca do paciente.

enxaqueca é um dos vários tipos de dores de cabeça que existem e caracteriza-se por ser um desequilíbrio químico no cérebro que envolve hormônios e peptídeos. Esse desequilíbrio pode estar ligado a dois fatores da vida do indivíduo que sofre de enxaqueca: os hábitos de vida (alimentação, estresse, prática de exercícios físicos, etc.) e/ou à predisposição genética. A principal característica da dor de cabeça da enxaqueca é ser latejante ou com sensação de que a cabeça irá explodir. Geralmente a enxaqueca não apresenta um padrão de local específico da dor, pode mudar de crise para crise e pode ocorrer em qualquer lugar da cabeça, dificultando o diagnóstico pela facilidade de confusão com outras doenças que acometem as regiões doloridas.

Sintomas da enxaqueca

Além das dores na região da cabeça, a pessoa que sofre de enxaqueca pode também sentir náuseas, vômitos, desconforto em locais com a presença exagerada de luminosidade, barulhos, cheiros fortes, visão turva ou embaçada, ansiedade, depressão e lacrimejamento. Obviamente que para ser diagnosticado com enxaqueca a pessoa não precisa apresentar todos estes sintomas, geralmente apresenta apenas alguns e em diferentes graus. Além destes sintomas mais comuns, a pessoa que sofre de enxaqueca também pode apresentar perda da força muscular de um dos lados do corpo, diarréias, formigamentos e tonturas.

Por incrível que pareça, a crise de enxaqueca pode durar de 3h a 3 dias e geralmente acaba com o sono ou com vômito. Já a frequência das crises de enxaqueca não apresentam uma regra, podem ser diárias, semanais, mensais ou até anuais. Os homens e as mulheres apresentam gatilhos diferentes no que diz respeito ao início das crises de enxaqueca. Nos homens é mais comum as crises iniciarem-se após algum episódio de stress excessivo como brigas, dirigir por muitas horas e até mesmo a prática de atividades físicas. Já na mulher é muito comum as crises de enxaqueca coincidirem com o período menstrual devido às alterações hormonais e geralmente as dores de cabeça vêm acompanhadas de dores nas mamas, cólicas abdominais. sensação de inchaço, nervosismo e irritabilidade.

Tratamento para enxaqueca

Antes de tudo, nunca tome medicamentos por conta própria, sempre consulte um médico ou farmacêutico para lhe orientar da melhor forma possível. Dito isto, outro alerta: qualquer analgésico, até aqueles mais comuns, podem causar dependência, então tome muito cuidado com a frequência e com quais medicamentos está usando ok?

acupunturaUma das principais alternativas no tratamento da enxaqueca e das dores de cabeça é a acupuntura. Mesmo sendo desacreditada por alguns médicos conservadores, a acupuntura tem sido utilizado por muitos pesquisadores para entender a ligação entre alguns pontos do nosso corpo. A atuação da acupuntura se dá em diversos níveis do cérebro: no sistema supressor da dor, liberando endorfinas, aumentando os níveis de serotonina (mostrando-se eficaz também no tratamento da ansiedade e depressão), etc.

Além da acupuntura e do tratamento medicamentoso, o botox já está sendo testado para o tratamento da enxaqueca. A toxina botulínica tem a propriedade de paralisar certos músculos onde ela é injetada. Nas pessoas com enxaqueca a idéia é realizar a paralisia de alguns músculos da cabeça, como por exemplo da testa e do pescoço, gerando um total relaxamento, mostrando-se eficaz para as dores de cabeça ou enxaquecas do tipo tensional.

Para aquelas pessoas que sofrem de enxaqueca, antes de tentarem algum tratamento com medicamentos ou até mesmo acupuntura e botox, é importante darem uma verificada em como está o seu estilo de vida. Muitas vezes as crises de enxaqueca simplesmente desaparecem quando a pessoa que sofre de dor de cabeça adquire hábitos mais saudáveis e apresenta uma melhora em sua qualidade de vida.

  • Comece regulando seu sono: durma pelo menos 8h por dia em uma posição confortável, de preferência de lado com um travesseiro firme que preencha completamente o espaço entre seu pescoço e o colchão. Durma sempre em um ambiente tranquilo, sem barulhos e com a menor claridade possível.
  • Melhore a qualidade dos alimentos que você consome. Dê preferências a alimentos orgânicos, alimente-se em intervalos de 3h, diminua o consumo de sal e de carne vermelha. Coma frutas regularmente e dê preferências para os carboidratos de baixo índice glicêmico como o arroz e a massa integral.
  • Procure relaxar sempre que possível. Durante o trabalho faça intervalos de 5 minutos para longar sempre que sentir-se cansado ou estressado. Não leve trabalho para a casa, tenha um tempo só para você fazer o que gosta e utilize os fins de semana para descansar e aproveitar o dia com a família.
  • A hidratação é importante, beba muita água. Cuidado com o café e o chá preto pois o excesso de cafeína pode desencadear as dores de cabeça.
  • É comprovado cientificamente que pessoas que riem mais sentem menos dor. Então preocupe-se em cuidar do seu humor, você será uma pessoa mais agradável e de quebra pode livrar-se das dores da enxaqueca.

A qualquer sintoma, não deixe de procurar o seu médico.

Gostou do post? Então cadastre-se e receba novidades!

Digite seu email:

Tem algo a dizer sobre isto? Então comenta!


WP Like Button Plugin by Free WordPress Templates