Montar um Jardim Vertical no Apartamento – Como Fazer

   

Aprenda a montar um Jardim Vertical no Apartamento

Para quem mora num apartamento, não dispõe de muito espaço e quer ter um pouco de verde bem perto, a solução é montar um jardim vertical no apartamento. O jardim vertical é uma ótima opção para trazer a natureza para dentro de casa e os cuidados necessários para a sua manutenção, uma ótima terapia!

Ele pode ser interno ou ocupar pequenas áreas externas. Cada um pode fazer o seu jardim vertical do jeito que quiser. Ele pode ocupar pequenas áreas internas ou externas. Há jardins verticais tão sofisticados que possuem até irrigação automatizada.

O primeiro passo é dar uma boa pesquisada para saber quais materiais e plantas se adaptam melhor ao espaço disponível.

Para quem prefere fazer algo mais especializado, pode contratar um profissional para fazer o serviço. A prática de montar um jardim vertical cresceu bastante na atualidade e, com ela, o número de técnicas e matérias utilizados para desenvolvê-la. O efeito é sempre muito bonito.

Antes de montar seu jardim, é preciso ver se há condições para fazer a rega ou se será necessário impermeabilizar o local. Plantas, folhagens e flores precisam de água; algumas espécies com maior frequência.

Um dos materiais mais conhecidos, simples e apropriados para espaços pequenos como varandas são os painéis de fibra de coco. Trata-se de um material natural, que fica aparente e esta é exatamente a sua beleza. É preciso prender as suas estruturas na parede.

Também há módulos de encaixe de plásticos injetados, facilmente afixados nas paredes e que comportam aproximadamente vinte plantas, e blocos de cerâmica, que por serem bem leves também podem ser presos com argamassa.

Outra sugestão é o uso de blocos pré-moldados que podem ser de concreto fundido com jardineiras contínuas ou de concreto socado com jardineiras em ziguezague. Essas estruturas nem sempre precisam ser penduradas.

Vasos e treliças são mais opções de materiais usados no jardim vertical. A treliça, geralmente de metal, tem de ser chumbada na parede, para que suporte o peso das plantas e flores e as mudanças climáticas. Os vasos podem ser colocados diretamente no chão ou em cima de um registro, por exemplo, e podem passar por um rodízio constante.

Um método mais moderno e ecologicamente correto pode reutilizar garrafas plásticas (pets), que podem ficar suspensas, amarradas em cordas de varais. É uma maneira de não descartar esses resíduos sólidos na natureza. Basta plantar no interior dos recipientes cortados. O resultado é simples, mas extremamente criativo.

Internamente, uma opção bastante chique é a técnica do quadro vivo. É uma tela com plantas de verdade penduradas em um de seus ambientes da residência. O quadro é fixado com parafusos e buchas. Fica lindo, mas precisa necessariamente um sistema de irrigação computadorizado ou ser regado manualmente com muito cuidado.

Quando se escolhe as plantas, arranjos, vasos, folhagens e flores para montar o jardim vertical é preciso levar em conta o tempo que a pessoa pode disponibilizar para cuidar deste espaço, assim como as diferentes necessidades de cada espécie, quanto à quantidade de água, sol e adubo. Mas é preciso destacar que existem espécies para agradar a todos os gostos. Outro fator para ser pensado é sobre altura, volume e tamanho máximo permitido na área, porque as plantas do jardim vão crescer.

 

 

Gostou do post? Então cadastre-se e receba novidades!

Digite seu email:

Tem algo a dizer sobre isto? Então comenta!


WP Like Button Plugin by Free WordPress Templates